Barbacena celebra Dia da Vitória

O Presidente da Câmara Municipal, Odair Ferreira (REDE) foi contemplado com a medalha e falou que a data é um “momento e que relembramos a luta mundial da população em busca de liberdade”

Por Helen Oliveira

No dia 08/05, hoje, o país celebra do Dia da Vitória, data alusiva ao fim da 2ª Guerra Mundial. Como em todos os anos, em Barbacena, aconteceu a tradicional cerimônia cívico-militar, com a presença dos ex-combatentes, Ary Lopes, Helvécio Miranda, João Rodrigues Costa e Geraldo Duarte que na ocasião foi representado por seu filho Luiz Artur Duarte.

A cerimônia teve início com uma missa em homenagem aos ex-combatentes, em memória dos falecidos e para os homenageados do dia, celebrada pelo Capelão da Epcar, Pe. Lopes. O evento cívico-militar foi presidido pelo Brigadeiro-do-Ar, José Aguinaldo Moura, comandante da Epcar, que ao abrir a solenidade fez questão de cumprimentar os expedicionários por terem atuado como guerrilheiros e por fazerem parte da história de Barbacena. “Peço permissão aos nobres combatentes para iniciarmos está cerimônia, pela atuação, luta e perseverança dos combatentes”, disse.

Dando seguimento à data, foi colocada uma coroa de flores com honrarias militares no monumento dedicado à II Guerra Mundial, pelo Prefeito Municipal Luís Álvaro Campos, Ten. Cel. Pádua (representando a Cel. Milagres, comandante da 13ª Região de Policia Militar) e pelo Brigadeiro Moura.

Medalha Álvaro Jabour

Criada em 2014, a Medalha do Dia da Vitória Expedicionário Álvaro Jabur, foi entregue a 45 homenageados de notórios serviços e contribuições para o engrandecimento da Prefeitura, Barbacena, Minas Gerais e Forças Armadas e do Brasil. 

O Presidente da Câmara Municipal, Odair Ferreira (REDE) foi comtemplado com a medalha e falou que a data é um “momento e que relembramos a luta mundial da população em busca de liberdade”. “Essa é sempre uma data para refletirmos sobre a nação, em especial a nossa. Dia em que celebramos a união, pois só com a união de todos é possível vencer uma batalha, até mesmo uma guerra”, disse.

Orador oficial do evento, José Augusto Penna Naves, chanceler da Medalha, falou sobre a Grande Guerra, dos ex-combatentes e da criação da honraria concedida aos homenageados. A cerimônia teve encerramento com a Canção do Expedicionário executada por alunos, soldados, oficiais, homenageados e público presente.