Presidente da Câmara convoca 11 sessões itinerantes para ouvir demandas da população

Mesa Diretora e vereadores querem contato direto com o cidadão para elaborar ações do Plano Plurianual Participativo

No dia 25/09, próxima segunda-feira, terão início as sessões do Plano Plurianual Participativo, juntamente com a Câmara Itinerante em diversos bairros de Barbacena. A primeira reunião, lançamento das ações, será realizada no distrito de Senhora das Dores, às 19 horas, na Escola Municipal Monsenhor Lopes.

O Presidente do Poder Legislativo, Odair Ferreira (Rede), afirmou que pela primeira vez, a população terá a chance de governar junto com o Executivo. “O objetivo do PPA – Participativo é ouvir os barbacenenses e saber, a partir do ponto de vista de cada um, as melhores opções e soluções para o bairro”, disse.

Segundo Odair, em cada reunião, assessores dos vereadores atenderão aos moradores em salas interativas e separadas por eixos, como saúde, pavimentação urbana, segurança, lazer, educação, entre outras.

O Presidente da Comissão do PPA- Participativo, vereador Edson Rezende (PT), afirmou que espera com a ação mostrar ao Prefeito Municipal, Luís Álvaro Abrantes (PSB), o que a população realmente necessita. “A ideia é governar junto. Iremos até o povo para ouvi-lo, saber dos problemas, críticas e tentar da melhor forma possível,

atende-los”, finalizou.

“Quero aqui fazer uma convocação aos barbacenenses, para que participem das sessões conosco. Estaremos lá, vereadores, assessores e funcionários do Legislativo, com o objetivo único de fazer uma análise profunda da verdadeira situação de Barbacena e, mostrar ao Prefeito, o apelo do povo, para que este inclua em seu plano as demandas levantadas pelos moradores. Conto com a participação de todos”.

Cronograma das sessões

Os encontros ocorrerão sempre das 19 horas às 21 horas

25/09 – Distritos de Senhora das Dores, Estiva, Sete Fogões, Vargem Grande, Várzea dos Coxos, Morais, Grota da Pedra, Graminha, Carapinas, Argola, Campestre I e Pinheiro Grosso. Local: Escola Municipal Monsenhor Lopes.

27/09 – Bairros Boa Vista, Vilela, Caiçaras Botafogo, Andaraí, Pontilhão, Ipanema, N. Cidade, Centro Social, Nova Suíça. Local: Escola Municipal Yayá Moreira.

29/09 – Bairros Roman, Colônia Rodrigo Silva, Ponte do Cosme, Ponto Chique, Padre Brito, Faria, Vale do Imigrante e Lavrinha. Local: Escola Estadual Gabriela Ribeiro Andrada.

02/10 - Bairros Santa Cecília, Valentim Prenassi, São Cristóvão, Monsenhor Mário Quintão, Monte Mário, Eucisa, Retiro das Rosas, São Vicente de Paulo. Local: Escola Municipal José Felipe Sad. Local: Escola Municipal José Felipe Sad.

04/10 – Bairros Centro, Mansões, Boa Morte, S. José, Belvedere, Residencial Savassi, Santa Tereza I e II, Chácara das Andorinhas, São Geraldo. Local: Escola Estadual Professor Soares Ferreira.

06/10 – Distritos de Correia de Almeida, Costas da Mantiqueira, Campestre II, Torres, Palmital, Galego, José Luiz, Pedra, Barbosa, Pombal e Clinica Mantiqueira, Elvas, Faixa Azul, Zé do Moura, Mendonça, Campo Redondo  e Bocaina. Local: Escola Estadual Deputado José Bonifácio.

09/10 – Bairros Santa Efigênia, Santo Antônio, São Pedro, Guarani, Água Santa,
Caeté, Margaridas e Cabeça Branca, Caminho Novo. Local: Escola Estadual João Anastácio.

11/10 – Bairros: Carmo, Bom Pastor, Dom Bosco, Campo, Sapé, B. Jardim, Campo, Fátima, Vila do Sargento, Serra Verde. Local: SESI/SENAI.

16/10 – Bairros Funcionários, São Sebastião, Padre Cunha, Floresta, São Jorge, Nossa Senhora Aparecida, Diniz I e II. Local: Escola Estadual São Miguel.

18/10 – Bairros Grogotó, Panorama, João Paulo II, Nove de Março, Santa Maria, Vista Alegre, São Francisco, Vale das Rosas, Loschi, Rosa Park, Novo Horizonte e Santa Luzia, Cidade Verde. Local: Escola Estadual Oswaldo Fortini.

20/10 – Distritos de Jacó, Serrão, São João Batista, Violetas, Bananal, Caxambu, Patrimônio, Rosa Park, e Pessegueiro; Local: Capela Nossa Senhora das Graças – Bananal.

O que é o Plano Plurianual Municipal?

O Plano Plurianual (PPA) está previsto na Constituição Federal de 1988, e foi regulamentado pelo decreto 2.829, de 29 de outubro de 1998. Trata-se de um plano que deve ser feito a cada quatro anos por todas as entidades da federação, Governo Federal, Estados e Municípios, para estabelecer diretrizes, metas e objetivos. O PPA é aprovado pelo legislativo por uma lei quadrienal, sujeita a prazos e ritos diferenciados de tramitação e que tem vigência a partir do segundo ano de um mandato até o final do primeiro ano do mandato seguinte.

Assim, todos os governos, inclusive os municipais, ficam obrigados a fazer um planejamento estratégico e seguir as diretrizes e metas estabelecidas no PPA. Dessa forma impede-se a descontinuidade de políticas e obras públicas de importância estratégica para a cidade, estado ou país.