Vereadores são acionados por moradores e levam autoridades para fiscalizar risco de queda da Ponte de Torres

Ponte é o principal acesso para o escoamento da produção local

16 de FEVEREIRO de 2018 às 13h30

Na tarde desta quinta-feira (15/02), os vereadores foram convidados pelo presidente da Câmara Ilson Guilherme de Sá, a comparecer a comunidade de Torres onde os moradores relataram e mostraram a precariedade da Ponte que é o principal acesso do local, tanto para os veículos de passeio, quanto para caminhões de diversos produtores rurais da região, que diariamente precisam transitar pelo local para o escoamento de sua produção.

A ponte tem um risco iminente de queda e precisa urgentemente ser reconstruída com novos pranchões e reforço de vigamentos, trazendo assim mais segurança a população local, que a meses vem solicitando providências por parte do Executivo. Estiveram presentes na reunião in loco, além do presidente da Câmara, Ilson Guilherme de Sá, a Vice-presidente Vânia Maria de Castro, o Tesoureiro Carlos Augusto Soares do Nascimento, e os vereadores José Newton de Faria, Pastor Ewerton José Horta Júnior, Edson Rezende de Morais e José Antônio Nunes Magri. O presidente do Sindicato Rural Renato Laguardia. A PMMG através dos Sargentos Alair, Santos e Bageto, os cabos Oswaldo e Heberth e o Tenente Andrade. O Corpo de Bombeiros Militar através do Sargento Wallace e o Cabo Odair. A Guarda Municipal através dos representantes Maria Estela e Carlos Dias. Os Engenheiros da Secretaria de Obras Marvin da Silva e Marina. Nilton Matos da Defesa Civil de Barbacena. Dezenas de moradores representados pelo Sr. Walter Câmpara, também produtor rural. E também o Padre Alvim.

Em síntese, a reunião foi finalizada com a decisão dos Engenheiros Marvin e Marina da Secretaria de Obras da Prefeitura, que interditaram a ponte por um breve período, se prontificando a tomar providências urgentes junto ao Executivo para a reconstrução da ponte. Foi feito pelo Corpo de Bombeiros também um boletim de vistoria do local, onde constaram todas as informações do ocorrido para providências futuras. Os vereadores e autoridades irão acompanhar este caso de perto, até que a população possa então transitar tranquilamente pela ponte, após sua reconstrução.