Pastor Ewerton presta homenagem a Polícia Civil por iniciativa da campanha Setembro Amarelo.

05 de SETEMBRO de 2018 às 14h48

A Campanha Setembro Amarelo foi deflagrada em 2016 pelo então Delegado do 13º Departamento da Polícia Civil Dr. Carlos Capistrano, que mobilizou toda a sociedade Barbacenense, debatendo exaustivamente a prevenção contra o suicídio, realizando palestras e concursos de redação nas escolas públicas do município e também na zona rural, além de diversas atividades como shows musicais, ações sociais, motociatas e caminhadas com o intuito de envolver e chamar a atenção de toda a sociedade quanto à importância da prevenção contra o suicídio.

A grande articulação desta campanha em busca de parcerias com entidades governamentais e não governamentais, entidades religiosas, sociedade civil, entre outros, teve o apoio da investigadora nível 2 do 13ª Departamento de Polícia Civil Cristina Agostini, graduada em psicologia, tendo diversos artigos técnicos e científicos publicados.

Com a grande relevância do assunto abordado e o sucesso da Campanha de 2016, o Setembro Amarelo se tornou a lei 4.803 de 2017, proposta pelo então vereador Pastor Johnson de Oliveira Marçal.

Na noite desta quinta-feira (04/09), após ser iniciada a sessão ordinária da Câmara, o Vereador Pastor Ewerton Horta, entregou um moção de aplausos a Investigadora Cristina Agostini e ao Delegado Dr. Carlos Capistrano, neste ato representado pelo Dr. Alexandre Federico, atual Delegado do 13º Departamento de Polícia Civil de Barbacena, pela continuidade e sucesso da Campanha, que a cada ano abrange mais a sociedade e alcança o objetivo de chamar a atenção para o Combate e prevenção ao Suicídio.