Prestação de Contas da Saúde realizada na Câmara traz preocupação com atual cenário econômico-financeiro dos hospitais que atendem pela rede SUS

27 de SETEMBRO de 2018 às 14h37

Na tarde desta quarta-feira (26) o Secretário de Saúde do município José Orleans da Costa, realizou conforme legislação a Prestação de Contas do segundo quadrimestre do ano de 2018. E após discorrer sobre as receitas e despesas realizadas neste período, o Secretário demonstrou um caos vivido na saúde do município de Barbacena pela falta de repasse do governo federal, de recursos extremamente necessários e indispensáveis para o bom funcionamento dos atendimentos realizados pelo SUS nos hospitais da cidade.

De acordo com Orleans só o Hospital Ibiapaba CEBAMS acumula uma dívida de mais de R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais) e que o atendimento realizado pelo o hospital através do SUS representa 80% da receita total ficando o mesmo totalmente comprometido sem a regularização do repasse.

A Santa Casa de Misericórdia de Barbacena informou através de nota oficial na manhã de hoje (27) que o repasse deficitário ultrapassa os R$ 3.500.000,00 (três milhões e quinhentos mil reais) e também precisará de ajuda para conseguir manter suas atividades.

O vereador Odair José Ferreira ao final da prestação de contas compreendeu a gravidade dos fatos mencionados e convocou a presença dos conselhos de saúde e demais interessados, a comparecer a sessão ordinária com os vereadores na noite desta quinta-feira (27), a fim de encontrar soluções e adoção de medidas urgentes para que possam ser diminuídos os impactos gerados pela falta de recursos.